Educação financeira para crianças. Saiba Mais – Sobre Varejo

No mês das crianças, preparamos um artigo especial: Educação financeira para crianças. Entenda a importância em estabelecer limites e conheça algumas práticas.

Quem nunca ouviu ou disse as seguintes frases:


  • “Ai filha, na volta a gente compra.”
  • “Menino, você acha que dinheiro dá em árvore?”
  • “Só se eu tirar o dinheiro do beleléu”.

Se a resposta para um destes exemplos por sim, continue no texto com a gente!

Educação financeira para crianças

Olha só, Outubro vem com tudo no Dia das Crianças, nada melhor do essa época tão gostosa e cheia de nostalgia. Entretanto, hoje abordar um assunto não tão gostoso assim, porém buscando formas de facilitar a conscientização das crianças quanto ao dinheiro.

Se o seu pequeno faz birra quando quer alguma coisa ou acha que o dinheiro dá em árvore, chama ele aqui que a aula vai ser boa!

Dicas de Educação Financeira para Crianças

Eu já perdi as contas de quantas vezes a gente já falou da importância da Educação Financeira na sua rotina.

Do mesmo modo, vale frisar que todas essas lições podem ser aprendidas desde pequenininho, hein.

Quanto mais cedo você ensinar bons hábitos financeiros para os seus pequenos, melhor eles vão lidar com dinheiro na vida adulta.

Portanto, se liga nessas três dicas básicas:

Dinheiro não cai do céu. De onde vem?

Com certeza você quer dar do bom e do melhor para o seu baixinho mas lotar a criança de mimos na adolescência sem explicar a fonte da sua renda pode fazer seu filho crescer sem responsabilidade financeira.

Pensa bem: Se a criança te ver passando o cartão para tudo e não sabe que aquilo é pago no fim do mês, ela pode achar que o cartão é uma fonte de renda inesgotável.

Posteriormente para fazer aquela birra quando você fala que não tem dinheiro é um pulo, viu?

Para evitar isso, comece:

  • Explicando as diferentes formas de pagamento (cartões, cheques, dinheiro vivo).
  • Converse sobre o orçamento da família.

Esse assunto não pode ser uma tabu na sua casa, explique o quanto ganha e o quanto precisa gastar todo o mês para ter onde morar, o que vestir, comer, a até como se divertir.

As crianças são muito mais espertas do que a gente imagina, contudo elas não conseguem fazer algumas associações do mundo adulto se você não explicar de fato como funciona.


Importante também é: falar sobre a relação de troca entre trabalho e salário.

Dessa forma a criança entende que o dinheiro pago e tudo o que você dá para ela é fruto de muito esforço e tempo do seu dia.

Experiente apresentar jogos sobre finanças para dar aquela mãozinha na teoria, como por exemplo:

  • Banco Imobiliário
  • Jogo da Vida
  • Jogo da mesada.

Aprendendo a lidar com o dinheiro na prática.

Outra dica básica que pode fazer toda a diferença na educação das crianças é ensinar na prática como lidar com o dinheiro desde cedo.

Depois de ensinar os conceitos básicos e a teoria toda, experimente dar um dinheirinho por semana ou por mês para que o seu próprio filho administre.

Uma ótima forma inclusive, é dar esse dinheiro em troca de pequenas tarefas diárias. Como por exemplo:

  • Arrumar a cama.
  • Separar os brinquedos.
  • Limpar o quarto.

Essa é uma maneira de reforçar o conceito de troca entre dinheiro e trabalho.

Você também pode escolher alguns passeios para o seu filho administrar os gastos. Assim ele vai sentir na pele como ter que escolher entre ou lanche no parque ou um balão colorido, irado que custa “o olho da cara” (caro).

Para crianças mais velhas vale até deixar um “boletinho” por conta dele.

Incentive a poupar

Seu pequeno pediu o vídeo game mais caro de Dia das Crianças? Ao invés de simplesmente dar o presente, que tal ensinar que ele pode economizar para alcançar os objetivos?

  • Abra uma conta poupança e faça as contas juntos.
  • Explique que guardando uma porcentagem da mesada ou das tarefas diárias ele consegue comprar o que quer em tantos meses.

Você pode traçar objetivos de médio a longo prazo, além de incentivar o seu pequeno a poupar desde cedo.

Por fim, é importante ressaltar que imprevistos acontecem e quem poupa está sempre mais seguro.

Ajude a criança a criar metas e objetivos

Essa lição é mais do que financeira, não é?

Isso ensina o seu filho a ter metas e objetivos para toda a vida.

Imagina que sonho, seu filho no próximo dia das crianças já conseguir bancar o próprio presente com essas dicas que você mesmo deu? É pra encher de orgulho, não é?

Agora que você já anotou a lição do Dia das Crianças deixa o seu comentário para a gente. Compartilhe e ajude mais pessoas.

Um abração da equipe para você e sua família!

Imagem: @kuprevich

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *