Tomate é fruta ou legume? Saiba Mais – Sobre Varejo

Ainda hoje muita gente tem dúvidas se o tomate é fruta ou legume. O motivo é bem simples na verdade.

Ao longo do tempo o tomate vem recebendo vários rótulos, algumas pessoas por exemplo acham que tomate é inclusive, um vegetal.


tomate é fruta ou legume

Tipicamente ele é servido como parte de uma salada, molho ou prato principal.

Mas antes de qualquer resposta é interessante entender de onde surgiu toda essa história do tomate ser fruta, fruto ou legume.

O início do embate: Tomate é fruta ou legume?

John Nix, tinha um empresa que importava frutas e legumes e nunca havia tido problemas maiores na alfândega, no porto de Nova York. Até um certo dia…

Um dia o até então presidente dos Estados Unidos aprovou uma lei que reduziria impostos de importação de frutas, mas não de legumes.

Por causa disso, acabou não demorando tanto para que John tivesse um sério problema.

Em uma bela manhã em seu escritório, ele ficou sabendo que certa carga importada do Caribe havia sido retida na alfândega. Era uma bela carga de tomates.

Sabendo disso ele foi até lá, onde acabou percebendo que essa confusão estava acontecendo porque o coletor de impostos dizia que os tomates precisavam pagar impostos mais altos, eles eram considerados legumes.

John ouvindo aquilo disse que não concordaria com o fiscal, e com isso jamais pagaria os impostos extras.

Posteriormente a melhor solução desse embate foi resolver a situação toda em um tribunal.

No tribunal, John trouxe consigo três dicionários, o coletor de impostos apresentou duas testemunhas que trabalhavam no porto. Enquanto isso o juiz tinha em suas mãos um caso que poderia gerar resultados importantes para o comércio nacional e até global desse fruto.

Qual o resultado?

O julgamento do tomate

De um lado tínhamos John Nix, que estava com os dicionários preparados para conferir a definição e exemplos de frutas e legumes.

Do outro lado, tínhamos o coletor de impostos que estava com dois comerciantes do porto, que possuíam conhecimentos práticos sobre frutas e legumes.

John então, começou falando que quando nós precisamos saber o significado de alguma palavra, o lugar mais apropriado para se verificar, é um dicionário.

Nesse tipo de livro, vemos que botanicamente falando a definição é feita com base na parte da planta que o alimento pertence.

As plantas

Plantas, são seres vivos assim como nós e vocês, e como ser vivo ela precisa por exemplo: se reproduzir.

E por isso, devemos entender um pouquinho sobre a polinização.

Plantas possuem em suas flores pequenas estruturas que podem ser visíveis somente sob o olhar de um microscópio, e elas são chamadas de pólen.


Esses grãos, guardam algo muito precioso: o gameta masculino do indivíduo, que seria algo mais ou menos como o espermatozóide.

As plantas precisam da ajuda de algum fator externo para fazer com que esse gameta masculino encontre em um outro indivíduo o gameta feminino, equivalente ao óvulo.

Esse fator, pode ser qualquer coisa: o vento, a água ou então outras espécies de seres vivos.

E essas espécies que são capaz de se mover, podem ser: insetos, aves ou até morcegos. Eles geralmente são bons candidatos a esse cargo de polinizador.

No caso dos tomates, são as abelhas que realizam essa tarefa tão essencial.

Depois de polinizadas a flor de tomate assim como as outras flores acabam se tornando um fruto ou uma fruta.

A Classificação Botânica

De acordo com Botânica, o tomate é um fruto. Pois assim como qualquer outro ele nada mais é, do que uma flor que se modificou depois de fecundada até se transformar em um tomate.

E por causa da fecundação (união do gameta masculino e feminino) ocorre a formação de um embrião, que fica ali guardado dentro da semente.

Mas e os legumes?

E se nós te dissermos que os legumes são na verdade um tipo específico de fruto, pois também de acordo com a Botânica legume é apenas um outro termo para a “vagem”. E vagem, é apenas um outro nome do fruto de plantas conhecidas como leguminosas.

Que podem ser ervilhas e feijões, por exemplo.

Ou seja, enquanto um legume ou uma vagem de um feijão é realmente um fruto, caroço do feijão em si é uma semente. O mesmo vale para as ervilhas.

Acho que precisamos voltar para o tribunal

Bom, depois de saber da definição botanicamente correta, as duas testemunhas do coletor de impostos que trabalhavam no porto, apenas disseram:

  • “Mas o tomate é utilizado como saladas, molhos, pratos principais ou sobremesa?”

O juiz bateu o martelo e caso encerrou o caso.

 

Atualmente, a maioria das pessoas sabe que o tomate é um fruto, mas nada disso importa até hoje para as leis de importação americanas.

O que conta mesmo é como ele é tratado na prática: nesse caso como um legume.

Tomates apesar de serem frutos, na nossa culinária ocidental ele são tratados para se temperar algo e dar gosto para um prato salgado.

O que na linguagem popular acaba por ser considerado um legume.

Vale ressaltar ainda que essa separação pode ser uma linha muito tênue, as vezes. Pois sempre vão existir pessoas que adoram misturar o doce com salgado, frutas com comidas, e por aí vai…

 

Imagem: @8photo

Por fim, caso queira entender melhor a diferença entre fruta, fruto ou legume, clique aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *