O que é cadastro único? Como se inscrever? Aprenda agora! Sobre Varejo

Neste artigo vamos tirar as dúvidas sobre: O que e cadastro único? Quem pode se inscrever e quais os documentos necessários.

O que é o cadastro único ou o CADúnico?

O cadastro único é uma inscrição ou registro central que permite o governo saber quem e quais são as famílias de baixa renda no Brasil e como elas vivem.


Esse programa foi criado pelo Governo Federal, mas é operacionalizado e atualizado mais de perto, pelas prefeituras das cidades de forma gratuita.

O que é cadastro único

Neste cadastro, são registradas informações como: Característica de residência, identificação das pessoas, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outros.

Ao se inscrever no cadastro único você pode tentar participar de vários programas sociais, entre eles:

  • Bolsa Família.
  • Tarifa Social de Energia Elétrica.
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos.
  • Identidade Jovem (ID Jovem).
  • Carteira do Idoso.
  • Minha Casa Minha Vida.
  • Bolsa Verde.

Estar inscrito no Cadastro único não garante a inclusão nos programas sociais. Esses programas usam as informações do Cadastro único mas são gerenciados por outros órgãos, e seguem critérios e procedimentos específicos.

Quem pode se inscrever no Cadastro único?

Podem se inscrever no Cadastro único:

  • Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo (por pessoa).
  • Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, ou
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

Como se inscrever no Cadastro único? É possível se inscrever pela internet?

Vamos por partes. Primeiramente sobre a questão sobre a inscrição pela internet.

Até a data de hoje durante a produção desse artigo, não é possível a inscrição pela internet.

Muitas dúvidas surgiram durante a pandemia, onde o governo chegou a autorizar que estados e municípios que decretaram situação de emergência ou de calamidade pública poderiam fazer novos cadastros e atualização de cadastros antigos, por meio de telefone ou eletrônico.

Entretanto até o momento não foi criado ou disponibilizado nenhum sistema para se inscrever pela internet. O que há sim, é a consulta do cadastro. Você consegue verificar pela internet se esta cadastrado e a situação do seu cadastro.

Isso pode ser feito por aplicativos de celular, website na internet, ou através do telefone.

Para fazer a consulta, basta você fornecer:

  • Nome completo
  • Data de Nascimento
  • Nome da Mãe
  • Cidade e Estado de Residência

Para consultar no seu smartphone você deve baixar o aplicativo “Meu CadÚnico” disponível para celulares com sistema Android ou IOS.

Além de consultar o seu cadastro, você consegue ver informações sobre os programas sociais e acessar o mapa com a localização das unidades que fazem o cadastro.

Já no computador, você consegue realizar a consulta através do link: meucadunico.cidadania.gov.br .

Por fim, através do telefone você pode ligar para: 0800 707 2003 e consultar as informações. O atendimento é realizado de segunda a sexta das 07:00 às 19:00. Finais de Semana e feriados das 10:00 às 16:00.

Em conclusão, a única maneira de se inscrever no Cadastro único é de forma pessoal. Você deve buscar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou o local onde as inscrições são realizadas em sua cidade.

Quem deve ir e quais documentos levar para se cadastrar no Cadastro único?

Atualmente, no momento do cadastro apenas uma pessoa da família precisa estar presente. Essa pessoa deve ser maior do que 16 anos e preferencialmente mulher.

Posteriormente, essa pessoa ficará registrada no sistema como a responsável pela unidade familiar.

A entrevista leva cerca de 1 hora, e os documentos necessários (do responsável pela unidade familiar) são:

  • CPF ou título de eleitor.

Responsável pela família indígena deve trazer consigo:

  • CPF ou título de eleitor, ou;
  • Registro de nascimento indígena, ou;
  • outros documentos, tais como: certidão de casamento, RG e carteira de trabalho.

Responsável pela família quilombola, deve trazer consigo ao menos um desses documentos:

  • CPF ou título de eleitor, ou;
  • outros documentos, tais como: certidão de casamento, RG e carteira de trabalho.

Para os demais membros da família cadastrada deverá ser apresentada: (ao menos um desses documentos).

  • Certidão de nascimento, ou;
  • Certidão de casamento, ou;
  • CPF, ou;
  • Carteira de identidade, ou;
  • Carteira de trabalho, ou;
  • Título de eleitor.

Para cadastramento de pessoas que não tem documento:

Caso tenha faltado algum documento seu ou de alguém de sua família na hora do cadastramento, é obrigação da prefeitura fazer o cadastro mesmo assim.

Mas atenção: Nesse caso, seu cadastro vai ficar incompleto e você não poderá participar dos programas sociais.

Por isso, apresente todos os documentos o quanto antes para garantir todos seus direitos.

Documentos não obrigatórios, mas que ajudam no cadastramento:

  • Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz.
  • Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens de até 17 anos. Se não tiver comprovante, leve o nome da escola de cada criança ou jovem.
  • Carteira de trabalho.

 

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Comente e compartilhe.

Deixe as dúvidas ou sugestões para os próximos artigos.

 

Um abraço de toda a equipe!

 

Imagem ilustrativa: @bignai

 

 

 

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *