Autosserviço no Segmento Varejista

Antes de mais nada, você já deve ter visto aquelas máquinas verticais, onde os próprios clientes scaneiam e realizam a compra. O Autosserviço nos supermercados veio para ficar!

Uma certa curiosidade, um olhar desconfiado, e a sempre primeira pergunta: Será que eu consigo? Prazer autonomia! E adeus filas dos caixas de supermercado.


Atualmente, esse novo processo vem revolucionando o segmento varejista. Sem a necessidade de contratar um atendente, o processo fica mais ágil e acaba gerando vantagens para ambos os lados.

Autosserviço no Segmento Varejista

Estamos nos referindo ao autosserviço. Como ele funciona?

O que é o Autosserviço nos supermercados?

Em síntese, o ponto forte deste modelo é a forma como o cliente realiza a sua compra, sozinho.

A princípio, em meados de 1912 esse formato já existia. Foi inclusive precursor no formato de ataques de ações e destaques de merchandising, identidades visuais e embalagem dos itens. Enfim, todo o esforço necessário para se destacar naquele espaço de variedade e possibilidades.

Os clientes percorriam o ambiente, afim de pesquisar e escolher seus produtos. Hoje contudo, o formato tem se remodelado para a era digital…

Algumas vantagens que podemos destacar:


Para a empresa:

  • Redução de custos operacionais: Sistema dos frentes de caixa, colaboradores.
  • Não sobrecarrega o setor de atendimento, podendo posicionar a equipe para necessidades especiais. Dessa forma, um melhor funcionamento do processo como um todo. Divisão uniforme.
  • Redução no tempo da fila: Consequentemente uma satisfação maior por parte dos clientes na experiência de compras.
  • Redução de Erros: Com um sistema automatizado além de muito intuitivo, o risco de erro humano diminui exponencialmente, não é atoa que a tecnologia tem feito cada vez mais parte do cotidiano das empresas.

Para o consumidor:

  • Diminui o tempo no processo: Já desistiu alguma vez de finalizar as suas compras devido as gigantescas e tradicionais filas nos caixas?
  • Cria uma experiência nova, integrando um novo cenário e comportamento, oferecendo integralidade entre tecnologia e consumo.
  • Autonomia de compra, percorra o ambiente de compra, solicite ajuda se necessário, administre o seu livre acesso, e se precisar solicite apoio.
  • Facilidade de pagamento, defina e escolha a melhor forma, troque ou divida da sua forma, e sem constrangimento.

O autosserviço mostra que a empresa tem uma perspectiva de inovação. Se preocupa com os clientes e está aberta para a modernização e tecnologia, descaracterizando apenas a relação de varejo de balcão.

Em conclusão, invista em treinamento para os colabores e em informação para os clientes (banner, faixas, informativos, cartazes). Disponibilize ajuda e redistribua o lado humano (pessoal) do processo (de compra) em outras relações/experiências.

É primordial não confundir otimização com robotização. Isso deve ser bem administrado para que o estabelecimento, aos poucos, não perca o contato humano.

Ainda é fundamental que a empresa mantenha funcionários disponíveis para os consumidores, há ainda os que preferem falar e intermediar o processo de compras com os colaboradores.

Imagem: artfully79

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *