Periodicidade e Quantidade de impressão do Tabloide de Ofertas

Qual a Periodicidade e Quantidade na impressão do tabloide? Existe algum padrão? Regra?

Primeiramente defina o seu objetivo, o restante confira com a gente!

Antes de mais nada, podemos afirmar que essas questões são muito relativas. Tudo depende da estratégia proposta, do target, e da mensagem/objetivo para o material.

Antigamente os tabloides impressos, permaneciam um grande período em vigência, com um argumento único de preço e promoção. Hoje em dia o cenário é diferente!

Periodicidade e Quantidade de Impressão Ofertas

Periodicidade e Quantidade na impressão do tabloide de ofertas

Atualmente essa relação se tornou diferente. O tabloide deixou de ser apenas um jornal de ofertas para se transformar em uma maneira (impressa) da empresa se comunicar com o seu target.

O folheto, abre espaço para se trabalhar várias questões além das promoções: causas sociais/benefícios, institucionais, informativas, educacionais, promoção, entretenimento e interação.

Assim como a sua periodicidade, que varia entre empresa para empresa. Há tabloides semanais para as mais diversas ocasiões e apelos:

  • Para os fins de semana com ítens específicos, como por exemplo: Carnes para churrasco e bebidas.
  • Para o início da semana, com ítens de abastecimento, como: Arroz, feijão, produtos de limpeza.
  • Tabloide de ofertas temáticos para ítens de Hortifruti.
  • Outros temas pertinentes são: Especial açougue, adegas, rotisseria, peixaria, dentre outros.

Fato é que a periodicidade vai de acordo com a estratégia adotada pela empresa. O Objetivo proposto! O interessante é o alinhando das ações junto as equipes comerciais, e de marketing para dessa forma gerir os fluxos e giro dos ítens.

Engana-se quem pensa que o material impresso só pode ser utilizado por grandes marcas. Comparado com as demais mídias ele é um material que não exige um valor alto de investimento.


Por isso, pode e deve ser utilizado por supermercados menores/regionais, além de qualquer outro tipo de segmento.

Quantidade de impressão

A quantidade de impressão, novamente, vem de acordo com a estratégia adotada na produção da peça, por exemplo:

“Faremos uma campanha Gourmet, com produtos Premium, destacando sua qualidade e exclusividade. Na localização, seis bairros compreendem esse target, podendo atingir por volta de 30.000 pessoas.”

Essa simples análise exige pesquisa, estudo, planejamento e estratégia. Entretanto, já dá uma direção quanto ao tópicos a serem analisados.

Assim, vamos encartar no tabloide de ofertas, “produtos chave” para esse target, com a quantidade de impressão suficiente para a distribuição nos principais pontos da cidade (bairros correspondentes), por um período/época que permita a consolidação e o objetivo da ação.

O número de produtos por segmento do tabloide, geralmente é definido pelo marketing, que por sua vez define metas de vendas para o departamento comercial.

Dessa forma, se inicia uma estratégia de negociações com fornecedores: Preços atrativos, prazo de entrega, espaços de destaque no tabloide, exclusividades… e uma gama de possibilidades estratégicas.

Aproveitar as oportunidades sazonais também é um ponto interessante. Investir em tabloides temáticos, feriados sazonais (Páscoa, Dia das mães, Dia dos pais entre outros…). Demanda uma periodicidade maior, porém o feedback quase sempre é positivo.

Mas finalizando o artigo: A melhor dica é o que material seja produzido com sua estratégia e conteúdo voltada para o seu público alvo. Vale pesquisa de concorrentes, referências de fora, desde que sejam coerentes ao seu target.

Fato é: Não há regras para a periodicidade da produção e na quantidade de itens do seu tabloide de ofertas, isso somente a sua análise pode te responder.

 

Imagem: @lunamarina


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.