Diferença entre exportação e importação. Saiba mais – Sobre Varejo

Essa famosa dupla faz parte das atividades econômicas essenciais para um país. Estamos falando da diferença entre exportação e importação.

Você sabe quais as reais diferenças?


Dessa forma, vamos  definir de um modo simples essas duas atividades econômicas:

exportação e importação

Exportação

É a venda, envio ou doação de mercadorias ou serviços de um país para o outro.

Muitas empresas decidem focar e produzir suas mercadorias e produtos para atender a demanda externa, afinal nem sempre existe a alta demanda no seu país de origem.

Em muitas vezes inclusive, as moedas internacionais favorecem essa conexão, por exemplo: Um país com uma moeda forte frente à um câmbio fraco (e uma moeda mais desvalorizada), pode comprar mais adquirindo mais bens e maior volume, aumentando assim o nível de exportação.

Entre os principais produtos que nós exportamos ou vendemos, são:

Soja, acúcar, óleo de petróleo e minérios de ferro, carne de frango e açúcar (dados segundo o portal ADVFN).

Hoje em dia, a China é a maior parceira comercial do nosso país. Com isso, exportamos diversos produtos para eles, além de comprar muitas mercadorias deles também.

Até agora falamos somente sobre o que o Brasil exporta, mas o que nós importamos? Ou seja, o que mais compramos de outros países?

Importação

É a compra ou recebimento de mercadorias ou serviços de outros países.

De uma forma simples e resumida, a exportação é a venda para outros países. Enquanto a importação é a compra de outros países.

Atualmente, o Brasil é um grande exportador, ou seja, nós vendemos muito para outros países.

Na importação, a taxa de câmbio na moeda local conta muito. Dessa forma se a moeda do seu país for alta e valorizada (tem uma boa cotação) é possível comprar mais moedas estrangeiras e com isso mais bens, aumentando os níveis de importação.


Os produtos mais importados no Brasil

O Brasil geralmente importa:

Peças de veículos, automóveis, telefones e seus acessórios, medicamentos humanos e veterinários, entre outros… (dados segundo o portal ADVFN).

Com certeza você já deve ter ouvido falar sobre o “Saldo da Balança Comercial” em alguma mídia ou jornal, não?

De toda forma, não se preocupe. Vamos explicar para você!

Saldo da Balança Comercial: Exportação e Importação

Esse é saldo entre as importações e exportações de um país em um determinado período de tempo, por exemplo:

Pega-se o valor total das exportações, ou seja, quanto o país ganhou de dinheiro com as suas vendas para outros países.

Desse valor, você diminui (subtrai) todas as importações, ou seja, tudo o que você comprou de outros países.

Se o resultado final dessa conta for positivo:  Isso quer dizer que o país vendeu mais do que comprou, assim ele tem um “Superávit” no saldo da sua balança comercial.

Entretanto, se o resultado dessa conta for negativo, quer dizer que o país comprou mais do que vendeu, assim ele tem um “déficit” no saldo da sua balança comercial.

Por exemplo: No ano de 2019, o Brasil teve um Superávit, ou seja, vendeu mais do que comprou. Naquele momento o Brasil exportou ou vendeu 3,94 bilhões de dólares e importou ou comprou 3,34 bilhões de dólares. Isso dá um saldo positivo de 0,6 bilhões de dólares.

Ou seja, o Brasil teve um Superávit, naquele ano no saldo da sua balança comercial.

Legal conhecer um pouco sobre essas atividades econômicas, não é mesmo?

Então aproveita e deixe o seu comentário, compartilhe.

Por fim, um abraço da nossa equipe e até a próxima!

Imagem: avigatorphotographer

 

 

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *